20080108

Ó filha...

Pois.
Eu também pensava que um "Ó filha..." atirado ao ar era daquelas expressões que-saem-da-boca-das-bichas-malucas.
Mas não...
Parece que "Ó filha" é boca de pedreiro mesmo:

Ó filha, só não tenho pêlos na língua porque tu não queres
Ó filha, aperta aqui que é mais fofo
Ó filha, agora já percebo porque é que tenho a talocha nas mãos.
Ó filha, com um cuzinho desses deves cagar bombons.
Ó filha, levavas aí com o martelo pneumático que fazíamos o túnel do Marquês num instante.
Ó filha, o teu pai devia ter a régua torta para te fazer com curvas assim.
Ó filha, fazia-te um pijaminha de cuspo.
Ó filha, anda cá a cima que até a barraca abana.
Ó filha, enchia-te essa cona toda de massa.
Ó filha, anda cá a cima que ele não se vai chupar sozinho.
Ó filha, lambia-te o que tu mais gostas.
Ó filha, agarra aqui com a mão.
Ó filha, queres ir ao céu? Sobe os andaimes que o resto do caminho é por minha conta.
Ó filha, se não acreditas que Deus é feito de carne e osso sobe os andaimes e anda cá tocar-me.
Ó filha, contigo era até partir os pés à cama.
Ó filha, tens carinha de modelo mas o teu cu é um continente.
Ó filha, anda cá dar um beijinho ao trolha.
Ó filha, com menos cu também se caga.
Ó filha, se o teu cu fosse uma torrada, precisava de um remo para o barrar.
Ó filha, só não sou teu pai por quinhentos paus.
Ó filha, com esse atrelado só com carta de pesados.

E pronto.
Aqui está o meu contributo para a glorificação do grunho tuga.
É que isto funciona mesmo.
Sério.
Senão eles não se multiplicavam como ratazanas, certo?...

4 comentários:

S disse...

Hilariante!

SecretSoul disse...

"Ó filha, anda cá a cima que ele não se vai chupar sozinho."


LINDO! LOLOL

iLoveMyShoes disse...

:D que bela gargalhada de início de ano.

indigente andrajoso disse...

mais duas...

ó filha, contigo era até encontrar petróleo...

ou entao...

ó flôr, deixas pôr?