20080417

não me lembro

não te lembras quando perdeste a vontade de encontrar as palavras tristes.
não te lembras quando decidiste fugir das frases que esquartejam lentamente.
não te lembras quando afogaste esses textos que escorriam dos teus dedos.
não te lembras quando passaste a encontrar refúgio em momentos tontos, sorrisos banais.



mas sobrevives no esquecimento, e ris mais alto do que consegues gritar.