20090626

contrastes

é impressionante como num dia podemos estar a celebrar a alegria de viver e no dia a seguir a ser recordados de como tudo é passageiro.

perder alguém que um dia tanto significou para nós - que faz(ia) parte de nós - é violento, cruel, injustificável... e a única certeza da vida.

(em teu nome, em nome do teu sorriso que marcou toda a gente que te conheceu, em nome de tudo aquilo que vivemos, de tudo aquilo que ainda tínhamos o direito de viver... estás sempre connosco)

Sem comentários: