20100727

Um ano depois...


Está moribundo... mas ainda vivo. E de repente apeteceu-me espreitá-lo.

Sem comentários: